Onde ir -
Vila Velha de Ródão

Esta bonita povoação desenvolve-se à beira do rio Tejo desde tempos remotos tem 4 freguesias e situa-se junto as conhecidas Portas de Ródão, um escarpe rochoso aos dois lados do rio, foi declarado Monumento Natural de Portugal e que constitue o refúgio de diversas espécies de aves de rapina.

A vila foi doada pelo Rei Sancho I aos Templário em 1189 e teve um importante papel fronteiriço pela sua estratégica posição nas guerras entre castelãos e portugueses.

Sob as águas do Tejo toda esta região guarda um grande tesouro, uma das maiores coleções de arte rupestre da Europa. Grande parte dos abrigos com pinturas rupestres ficaram cobertas pelas barragens, mas ainda há algumas rotas onde se pode conhecer alguns deles, que se situam por cima do nível da água, no entanto para ter uma maior e melhor informação recomenda-se visitar antes o Centro de Interpretação de Arte Rupestre, perfeitamente assinalado.

Junto ao impressionante penedo cruzado, pelo rio Tejo erige-se o castelo de Ródão, uma robusta atalaia cuja origem atribue-se aos tempos do Rei godo Wambae, situada ao pé do primeiro, a ermida da Virgem do Castelo. Desde este lugar as vistas do escarpado fluvial são para não perder até se pode contemplar a fauna que habita nele: o abutre-do-egito, o bufo-real ou a sempre elegante "dama preta", a cegonha-preta, símbolo do Parque Natural do Tejo Internacional.

Imprescindível é também visitar a aldeia típica de xisto de Foz de Cobrão e desfrutar das diversas atividades que este entorno natural nos oferece. Os desportos náuticos, a escalada, as caminhadas, a pesca ou andar de bicicleta são só algumas destas atividades.

Entre os produtos típicos da região, o azeite, o mel, as sobremesas e a tigelada são alguns dos mais representativos. As sopas de peixe, os enchidos ibéricos e queijos são também muito considerados.

No artesanato são conhecidos os bordados e os trabalhos em ferro forjado. No que respeita as feiras e eventos promovidos em Vila Velha, a Páscoa, o Carnaval, a feira de atividades económicas e tradicionais (último fim-de-semana de junho) e a feira das cerejas ( o primeiro domingo de junho) são algumas das mais visitadas.

Freguesias:

  • Fratel
  • Perais
  • Sarnadas de Ródão
  • Vila Velha de Ródão

A visita deste município e os seus arredores são imprecindíveis para conhecer a essência do rio Tejo e os seus impressionantes cortados, as Portas de Ródão, foram declarados Monumento Natural de Portugal.

Neste enclave, história e natureza vão de mãos dadas para receber gratamente ao visitante e para lhe mostrar todo o seu encanto.

A observação da fauna e da flora, caminhadas, desportos náuticos, ascensão ao castelo do Rei Wamba, visitas às numerosas igrejas existentes, ao Centro de Interpretação da Arte Rupestre do Tejo, à Casa das Artes, aos significativos elementos do Geopark Naturtejo como são as Portas de Ródão ou os troncos fósseis das árvores antigas, fazer rotas pelas aldeias de xisto, ou experimentar a delícia do mel da região e as sobremesas que se elaboram dele, só são algumas das atividades que Vila Velha de Ródão oferece gostosamente a quem se aproximar até este lugar.

prev next

Localização

o tempo

  Onde comer  

Não há nenhum resultado.

  Empresas de ócio